terça-feira, 21 de dezembro de 2010

POESIA DA IRA - TRISTE SORTE, SINA MALDITA






                             Quem paga os sete mil milhões
                                    Que, de um banco, foram roubados
                                                      Será o povo, com privações
                                                      O assalto de uns engravatados.

                                                      Alguns políticos o criaram
                                                      Se entende, hoje, para quê.
                                                      Tão céleres o saquearam
                                                      E são vedetas na TV

                                                      Eis, com pompa, um julgamento
                                                      O povo em nada acredita
                                                      Sabe que tudo é fingimento
                                                      Triste sorte, sina maldita.                  
       

                                                       Entra um grupo de advogados
                                                       Mil repórteres os seguindo
                                                       No meio, rindo, os celerados
                                                       Todos eles, rindo, mentindo

                                                        Sabem que nada acontece
                                                        Que tudo está planeado
                                                         E o meu País anoitece
                                                         Com o roubo generalizado

                                                         E sabem que a conclusão
                                                         Do julgamento tão falado
                                                          Será a tradicional absolvição

                                                         Volta o povo a ser enganado


* ELES significa os dois bandos, organizados em partidos, que têm saqueado a minha Pátria, auxiliados por verdadeiras escolas de banditismo, que são escritórios de advogados muito conhecidos, cujos tentáculos chegam ao parlamento de Cassiopeia ( fora do planeta Terra). É nesse parlamento, onde se aprende a fabricar leis que se anulam umas às outras, que se forjam verdadeiros bandidos. Assim se protegem pedófilos, corruptos e toda a espécie de lixo humano. Se alguma lei não está devidamente armadilhada, lá aparece um amigalhaço magistrado que dá uma mãozinha.
a) Cadernos de um extraterrestre são apontamentos que um habitante de outro planeta me emprestou. Já lhe devolvi os originais. O banco assaltado chama-se BPN ( Banco Planetário de Negociatas). Não confundir com um outro, cujos gestores são políticos honrados e que respeitam as leis e a Justiça porque sabem que esta não é corporativa, que não está feita com eles,  que não é preguiçosa e que trata da mesma forma os fracos e os poderosos.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

VIAGEM D N º 3 - HUNGRIA, ESLOVAQUIA E POLONIA - (HUNGARY , SLOVAQUIA , POLAND

                            

PERCURSO DA PARTE Nº3

HUNGRIA              ESLOVAQUIA             POLONIA    ( POLAND)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------

SARVAR       KOMARON             GYOR           ESZTERGOM          LEVOCA    

SPISSKY          KEZMAROK            ZAKOPANE       KRAKOW         NYSA


-----------------------------------------------------------------------------------------------------

                                                         HUNGRIA
                                                                                   
                                SÁRVÁR  (H )

Pausa, para termas. Existe, nesta localidade, um complexo termal , parte coberta e outra descoberta. Além da parte de tratamentos , há piscinas de agua termal, com escorregas , massagens,etc. ( agua a 37 ou 40 graus Celsius) Nesta simpatica e pequena cidade ,  são  possiveis passeios em volta de alguns lagos. Há ainda 4 estabelecimentos (LIDL e outros 3), pensões , hoteis termais e 2 campings, frequentados por Alemães e Austriacos. Instalados nas suas caravanas vão, diariamente, para as termas.














INFORMAÇÕES DAS TERMAS-  http://www.sarvarfurdo.hu/    thermal@sarvarfurdo.hu

PARQUE AQUÁTICO TERMAL - http://www.badsarvar.hu/






                                                       KOMARON    ( H) 

Mais um a localidade termal , embora as termas sejam mais antigas e sem tobogans . Piscinas de agua termal, e uma pequena parte com jactos de massagem. Junto ao  Danúbio, que serve de fronteira com a localidade da Eslováquia que se chama Komarno. Tem uma estação de comboios e assim de forma barata e cómoda é fácil visitar as cidades de BUDAPESTE E GYOR.

(TRAIN STATION : EASY AND CHEAP TO VISIT BUDAPEST and GYOR)


                                                                        
 Em cima- Vista de Komarno, na ESLOVÁQUIA, a patir de Komaron, na HUNGRIA. Entre as duas, o rio DANÚBIO.Possível passar a pé de um país para o outro, através da ponte, visível na foto.



As três fotos anteriores são de Komarno, na Eslováquia

GYOR   (  H  )








                                                      ESZTERGOM  ( H )


 Esztergom( H ). Foto tirada da Eslováquia. É o DANUBIO que serve de fronteira entre os 2 países.





                                         

                                                        ESLOVAQUIA
                                                    
                                

                                                          LEVOCA 

                            (WORLD HERITAGE)




                                     





SPISSKY ( + CASTELO) + KEZMAROK

WORLD HERITAGE
                                                    

         Patrimonio da humanidade. Maior castelo em ruínas da Europa.












POLÓNIA (POLAND )    (PL)
                                                                                                                                                                            

                                                               ZAKOPANE     





Crossing the mountains (TATRA), between Slovaquia and Poland
                                              Inside the camping
                                                 Inside the camping

















                                                   Todas estas fotos foram tiradas perto do camping         


                                         CRACÓVIA  ( KRAKOW )    ( PL ) 



A 8 Kms do centro. Há ums mini autocarros que fazem o percurso para a cidade.
É uma das cidades que merece uma visita. Perto do campo de exterminio de  OSWIECIM ( AUSCHWITZ)  e das minas de sal de WIELICKZA. Não disponho de fotografias digitais, daqueles 2 locais, porque os visitei  há cerca de 20 anos.












































































NYSA


   CAMPING SHOROCHOW/JEZ.GLEBINOWSKIE       GPS 50º 28` 38" N ; 17º 16` 46" E nor_nysa@poczta.onet.pl                               
















Este lago, no interior do camping, é tambem a praia da cidade e arredores. Assim, ao fim de semana há muitos veiculos circulando dentro do camping, alguns deles com velocidade excessiva

    
                                                       


A SEGUIR :  RÉPUBLICA CHECA